Entenda o que a morte de Eddie Van Halen significou para a música

Entenda o que a morte de Eddie Van Halen significou para a música


A morte de Eddie Van Halen, que fundou, ao lado de seu irmão Alex, a banda Van Halen, surpreendeu o público. O artista influenciou muitos músicos e é considerado um dos maiores guitarristas de todos os tempos. De maneira discreta, Van Halen lutava há 10 anos contra um câncer na garganta.

No dia 6 de outubro de 2020, seu filho, Wolf, divulgou no Twitter o falecimento do pai aos 65 anos. Com a notícia, muitos artistas declararam pesar e apoio à família, como Sammy Hagar, Ozzy Osbourne, Gene Simmons e Tom Morello.

Neste artigo, apresentaremos um pouco da trajetória desse músico lendário e o legado que ele deixa para os fãs. Boa leitura!

A trajetória de Eddie Van Halen

Edward Lodewijk Van Halen, mais conhecido como Eddie Van Halen, nasceu em Amsterdã, na Holanda, mas foi naturalizado como estado-unidense, ainda criança. Ele começou seus estudos musicais pelo piano e bateria, enquanto Alex aprendia a tocar guitarra. Ao perceberem afinidades diferentes, os irmãos trocaram de instrumentos e passaram a ser lendários em seu meio.

Em 1972, fundaram a banda Van Halen, ao lado do vocalista David Lee Roth e do baixista Michael Anthony. O grupo, com seu estilo enérgico e marcante, tornou-se um dos mais influentes do hard rock e do heavy metal. Em 2007, entraram para o Hall da Fama do Rock.

O impacto da morte de Eddie Van Halen para a música

É inegável que o guitarrista inaugurou um estilo que ainda é empolgante e atual, mesmo após quase 50 anos. O músico aprendeu suas técnicas pela audição e intuição, o que faz com que seja uma referência do autodidatismo e da espontaneidade.

No instrumento, ele também fez muitas experimentações, modificando suas guitarras. O modelo mais famoso é chamado de “Frankenstrat” — uma referência ao personagem Frankenstein e o modelo de guitarra Stratocaster. A partir desse interesse em criar, o músico fundou a sua própria marca de equipamentos, a EVH.

Todo o seu poder criativo fez com que ele fosse considerado o “pai da guitarra moderna”, afinal, trouxe inovações que ainda são exploradas pelos instrumentistas. Com a morte de Eddie Van Halen, o hard rock perdeu um grande expoente, que mudou os rumos da música pesada.

O legado do artista

A banda formada pelos irmãos lançou um total de 12 discos, ao longo dos 48 anos de atividade. No primeiro disco, que leva o nome do grupo, já surgem grandes sucessos como Eruption, que é considerada um marco para a história da música.

Outras faixas marcantes ao longo da trajetória também merecem destaque, por exemplo: Jump, Panama, You Really Got Me, Ain’t Talkin’ Bout Love, entre muitas composições icônicas. O artista também gravou o solo de Beat It, de Michael Jackson, com seu estilo inconfundível.

Portanto, a morte de Eddie Van Halen teve um grande impacto para o mundo da música. Suas criações seguirão inspirando e influenciando artistas por muitos anos. O legado do guitarrista permanecerá como uma referência essencial para aqueles que quiserem se aventurar no instrumento.

Quer aprender mais sobre esse universo? Então, conheça as marcas de guitarra mais importantes e suas principais diferenças.

+ Sem comentários

Adicionar