Guitarra para iniciantes: tudo o que você precisa saber para começar

Guitarra para iniciantes: tudo o que você precisa saber para começar


Você tem dúvidas sobre guitarra para iniciantes? Quando uma pessoa pensa em aprender a tocar um instrumento, é muito comum que diversas questões indefinidas pairem sobre a sua cabeça, tais como: variedades de equipamento, qual escolher, como começar os estudos, entre outros. 

O grande problema é que muitos desses questionamentos acabam atrasando o seu sonho de dedilhar esse instrumento. E pensando nisso, nós resolvemos escrever este artigo para solucionar as dúvidas fundamentais dos principiantes. 

Nele, discorreremos sobre como começar os seus estudos, quais são os tipos de guitarra mais comuns para quem está iniciando, entre outros aspectos. Acompanhe!

Como aprender a tocar guitarra?

Saber dedilhar bem um guitarra não é nenhum bicho de sete cabeças. De fato, muito estudo e dedicação são necessários, mas existem diversos meios de iniciar os seus estudos e cada um deles é adequado aos mais variados perfis. Discorreremos sobre cada um deles nos próximos tópicos!

Professor particular

Recorrer ao professor particular é um dos métodos mais antigos para o aprendizado em qualquer instrumento, logo, não poderia ser diferente na guitarra para novatos.

Basicamente, o aluno contrata um profissional da área e tem a oportunidade de obter uma metodologia totalmente personalizada e adequada ao seu perfil.

Essa tática pode ser essencial para aquelas pessoas que não são muito disciplinadas ou que precisam de alguém ao seu lado para buscar inspirações ou motivação para continuar os estudos.

Estudos sozinho

Também existem aquelas pessoas que preferem estudar sozinhas. Esse tipo de aluno pode ter um desempenho muito rápido, dependendo do seu grau de dedicação e disciplina durante os estudos.

Entretanto, como ele não tem uma metodologia definida, é muito comum que acabe pulando etapas e deixando de aprender algumas teorias fundamentais para o desenvolvimento desse instrumento.

Aulas online

A tecnologia proporcionou uma série de benefícios para a sociedade em geral. Além das vantagens relacionadas à comunicação, surgiram vários cursos e treinamentos online, e assim, o meio musical não poderia ficar de fora. Essa forma de estudo pode ser muito interessante para quem não tem recursos suficientes para pagar a mensalidade de um professor particular, mas que querem a sensação de ter alguém ao seu lado como motivação.

Diferentemente dos outros tipos de aula, as que ocorrem em ambiente online proporcionam total liberdade ao aluno para estudar no horário que desejar e no ambiente em que lhe convier. Ou seja, não é necessário dirigir-se até um local específico para obter os conhecimentos musicais.

Assim, fica mais fácil para aquelas pessoas que trabalham o dia inteiro ou estudam durante a noite reservarem um tempo entre as 24 horas do dia para se dedicar aos estudos, dispensando a necessidade de estar em um local determinado no horário fixado. Ou seja, o aluno é quem faz o seu tempo e estuda de acordo com suas possibilidades e necessidades.

Além disso, você controla o seu aprendizado. Se tem mais tempo para estudar, pode avançar nos estudos com mais rapidez, por outro lado, se tem poucos minutos durante o dia para se dedicar pode fazer as aulas aos poucos. Por fim, esse tipo de metodologia de estudo proporciona o máximo de liberdade para o aluno.

Porém, é preciso ter cuidado com a escola online que você vai escolher. Afinal, existem dezenas espalhadas pela internet. Portanto, para não errar nessa seleção você pode conhecer melhor a MusicDot. Uma escola online que abrange tudo o que é necessário para você aprender um instrumento. Nela, nenhuma dúvida fica sem resposta e o aluno tem acesso a uma didática simples que, efetivamente, proporcionará o seu desenvolvimento musical.

Escola de música

Por fim, temos as escolas de música. Geralmente, essa instituição conta com vários profissionais que fornecem conhecimentos específicos em algumas áreas.

Essa forma de ensino pode ser interessante, mas é um pouco limitada tendo em vista que a escolas de qualidade não estão presentes em todas as cidades do Brasil.

Quais são os modelos de guitarras para iniciantes?

Agora que você já sabe que existem diversas maneiras de aprender a tocar guitarra, solucionaremos outra dúvida bastante habitual na mente dos iniciantes, que surge na hora de adquirir o seu instrumento: o tipo de guitarra.

Se você fizer uma breve pesquisa na internet, notará uma infinidade de modelos e marcas, cada uma com características muito específicas. Discorreremos detalhadamente sobre as principais.

Stratocaster

A Stratocaster é o modelo de guitarra mais comum entre os novatos. Porém, não é restrita apenas a esse perfil. Milhares de músicos profissionais e até grandes guitarristas consagrados no meio musical utilizam esse exemplar.

Atualmente, existem muitas marcas que fabricam a Stratocaster. Algumas têm valores elevados, como os modelos da Fender, enquanto outras são mais simples e podem ser uma excelente opção para quem está começando.

Telecaster

A Telecaster pode ser considerada uma irmã da Stratocaster. Ela tem algumas diferenças muito marcantes no seu corpo e uma sonoridade mais voltadas para o médio agudo. O seu som também não é tão brilhante e versátil quanto o modelo anterior.

Les Pal

As guitarras Les Pal foram consagradas e ganharam o mundo graças à utilização massiva por grandes nomes da música internacional, como o Slash, ex-guitarrista da banda Guns N’ Roses. O que chama mais atenção é a sua beleza física e sonoridade grave e encorpada. 

Originalmente, esse instrumento é produzido pela marca Gibson, mas existem outras fabricantes que copiaram o modelo e oferecem valores mais acessíveis.

Semiacústica

As semiacústicas são fabricadas em diversos estilos. Atualmente, você pode escolher entre centenas de marcas, com preços e qualidades totalmente distintas.

Sua vantagem é o fato da emissão sonora, que não existe nos modelos anteriores. Dessa forma, é possível estudar algumas técnicas sem ter que plugar o instrumento em um amplificador ou fone de ouvido extraído de uma pedaleira.

Outros modelos

Além dos exemplares que mencionamos, existem outros mais incomuns. Os discorreremos apenas para que você conheça e possa pesquisar sobre eles.

Nesse caso, podemos destacar os seguintes: 

O que você precisa analisar na compra de sua primeira guitarra?

Como você já conheceu os tipos mais básicos de guitarra para principiantes, mostraremos alguns pontos de atenção antes de adquirir o seu instrumento. Continue lendo!

Defina suas preferências musicais

Antes de decidir o que comprar, é crucial que você defina suas preferências musicais. Veja bem, não estamos afirmando que você precisa saber qual o estilo de música que vai se especializar. Afinal, muitas pessoas fazem essa escolha e, durante o aprendizado, acabam preferindo estudar um gênero distinto daquele que havia definido.

Logo, essa é uma tarefa bastante complexa. Porém, se você já tem preferências mais direcionadas, vale a pena escolher um instrumento que seja capaz de fornecer todo o suporte sonoro e técnico necessário, para assim, executar composições relacionadas.

Existe uma diferença substancial entre os dispositivos utilizados para tocar cada estilo. Por exemplo, uma Stratocaster pode não ser muito interessante para dedilhar canções clássicas, da mesma forma que uma semiacústica não terá uma performance adequada na música sertaneja.

Obviamente, isso não é uma regra, pois existem guitarristas desse último gênero que utilizam semiacústicas em arranjos pontuais. No entanto, nesse caso, estamos tratando de pessoas que estão em outro patamar de experiência e musicalidade. Ou seja, quem está começando precisa levar em consideração suas intenções musicais na escolha do equipamento adequado. 

Identifique o custo x benefício

Existe outra questão que também precisa ser avaliada durante a pesquisa do instrumento que você vai adquirir. Atualmente, uma infinidade de guitarras estão a sua disposição nas lojas espalhadas pelo Brasil, cada uma delas com preços que variam de acordo com a qualidade do item.

Portanto, você precisa identificar e examinar o custo x benefício do equipamento que vai adquirir. Isso significa que não é necessário fazer uma compra de altíssimo valor nesse momento de aprendizagem.

Por outro lado, existem guitarras de baixo custo e que proporcionam uma base fundamental para que você possa iniciar os seus estudos.

O ponto que queremos destacar é que você deve tomar cuidado para não comprar um item tão barato e inferior que obrigue sua troca em pouquíssimo tempo de aprendizado. Existem casos em que a pessoa faz o investimento nesse tipo de instrumento e acaba tendo que substituí-lo em apenas alguns meses.

Como fazer a escolha certa?

Afinal, como selecionar a guitarra ideal? Essa é uma pergunta bastante usual realizada por pessoas que estão no estágio de começar os seus estudos. Porém, uma vez que você já conhece as características dos principais modelos e os pontos mais importantes a serem avaliados na hora da compra, essa tarefa ficou mais simples. Nos próximos tópicos, mostraremos o passo a passo para escolher bem. Continue lendo!

Faça a opção por um modelo específico

Depois que você definiu as suas preferências musicais, é interessante optar por um modelo específico. Por exemplo, se você pretende estudar para se desenvolver no rock, vale a pena investir em uma Les Pal. Por outro lado, se pretende atuar em múltiplos estilos, pode ser vantajoso adquirir uma guitarra mais versátil e que seja capaz de atender todos os segmentos da música. Nesse caso, o instrumento mais adequado é a Stratocaster.

Escolher um determinado tipo não significa que você não poderá ter outras guitarras no futuro, só que nessa etapa de estudos compensa fazer a opção por uma forma definida de instrumento, para assim evitar gastos desnecessários.

Além de definir o modelo do seu equipamento, é importante lembrar que você deverá adquirir palhetas para guitarra. Portanto, também é pertinente conhecer os exemplares existentes desse pequeno acessório, entre outros adicionais, como o afinador eletrônico, o amplificador e a correia.

Defina um orçamento médio

O próximo passo é definir o orçamento médio para aquisição do instrumento. Essa etapa é fundamental para que você não caia no erro de se encantar por alguma guitarra que lhe chamar atenção na loja ou site em que você fez a pesquisar, e acabar passando dos seus limites financeiros.

Quanto ao valor dessa estimativa, ela pode variar muito de acordo com as suas condições econômicas, o quanto você pretende aplicar no seu aprendizado, suas pretensões futuras e o possível retorno do investimento.

Entretanto, você deve ter cuidado com os gastos para evitar que eles não sejam tão exorbitantes e desnecessários, tendo em vista que você ainda está iniciando seus estudos. O mesmo serve para os itens baixíssima qualidade, tão inferiores que são capazes de prejudicar o seu desenvolvimento.

Nesse ponto do orçamento, vale a pena relembrar o que foi descrito no tópico em que discorremos sobre o custo x benefício que deve ser ponderado na hora de comprar um instrumento musical.

Considere o braço da guitarra

Outra questão importante a ser avaliada é o braço da guitarra. Com relação a isso, existem alguns critérios para lhe auxiliar, sendo eles: o modelo, a qualidade do instrumento e o tipo de braço.

A Stratocaster ou a Telecaster, por exemplo, possuem braços bastante versáteis, o que possibilitam os mais variados tipos de estudos. Enquanto as guitarras semiacústicas, e até mesmo algumas Les Pal, têm diferenças pontuais referentes à espessura, tamanho de casas e outras características que podem impactar na sua aprendizagem.

Quanto aos braços dos modelos, não há muito o que fazer, pois cada guitarra possui especificações distintas umas das outras.

O estilo do instrumento que você vai adquirir também acaba definindo o tipo de braço que ele possui. Existem alguns que são colados, outros já têm o braço parafusado no corpo e ainda existem aquelas guitarras com o braço inteiriço. Esse fator interfere diretamente na sonoridade, e você precisa considerá-lo no momento de escolher o seu.

Mais um elemento crucial a ser analisado vinculado ao braço da guitarra é sua qualidade de construção. Existem equipamentos que possuem braços sem a proporcionalidade ideal entre as casas e a escala.

No início, tais detalhes podem parecer irrelevantes e insignificantes para você, mas, em pouco tempo, esses defeitos de fabricação prejudicarão e muito o seu aprendizado.

Além disso, esses mesmos instrumentos que têm braços de baixa qualidade costumam ter uma deterioração mais fácil, ou até mesmo são quebradiços em decorrência de pequenos impactos que podem ocorrer no dia a dia ou durante a prática.

Escolha a loja adequada

Por fim, é fundamental que você conheça a loja adequada para comprar o seu equipamento. É interessante escolher uma que faça o atendimento online, uma vez que, geralmente, essas possuem uma variedade maior que as lojas físicas de algumas cidades.

Para tanto, é necessário tomar certas atitudes para verificar aspectos específicos da empresa, tais como:

  • pesquise para saber se ela já tem um bom tempo de mercado;
  • analise a qualidade das informações dos instrumentos publicados no site da loja;
  • veja a opinião de outros clientes que compraram em seu site;
  • observe se ela oferece diversas opções de pagamento como: cartão de crédito, boleto, consórcio, entre outras;
  • consulte se ela oferece a possibilidade de trocar instrumentos usados por novos. 

Agora que você já tem as principais dicas sobre guitarras para iniciantes, não perca mais tempo e comece logo os seus estudos.

Graças à tecnologia, nos dias atuais ficou mais fácil adquirir um equipamento. Afinal, existem lojas na internet que possuem uma ampla variedade, o que facilita a sua escolha. 

Portanto, acesse o nosso site e confira todas as opções de guitarras, acessórios e outros instrumentos que temos à disposição. 

Categorias

+ Sem comentários

Adicionar