Como fazer segunda voz no violão? Confira aqui!

Como fazer segunda voz no violão? Confira aqui!


A segunda voz é muito usada no canto. Contudo, ela não se restringe apenas ao canto, pode ser trabalhada em solos e em qualquer instrumento, independentemente da sua natureza, ou seja, se é um instrumento harmônico como o violão ou melódico como sax, trompete ou trombone.

É preciso saber distinguir as diferenças da segunda voz para o backing vocal. Este último tem várias dimensões e pode, simplesmente, repetir a melodia principal na mesma oitava ou em oitavas diferentes. A segunda voz pressupõe a criação de uma nova melodia, seguindo a principal, porém, utilizando outras notas.

Quer saber como aplicar isso no violão? Confira este post!

O que é a segunda voz?

A segunda voz pode ser definida como a execução de uma melodia, porém, utilizando outras notas da mesma escala. Existe uma infinidade de possibilidades nesse conceito. Muitos músicos utilizam vários tipos de segunda voz em suas execuções, entretanto, é necessário ter muito cuidado na hora de usar esse recurso.

Uma segunda voz aplicada de forma equivocada pode soar como uma nota desafinada e, além disso, prejudicar a base melódica executada por outro músico. Por isso, além de conhecer o conceito e a forma de aplicação, é muito importante desenvolver a sua sensibilidade musical e o ouvido.

Como fazer a segunda voz?

Antes de tratarmos o assunto, vale lembrar de que é necessário um conceito de teoria musical, principalmente com relação à leitura de partitura (pelo menos o básico) e escalas. Para fazer a segunda voz, podemos usar uma regra bem simples: para cada nota cantada na partitura ou que você for cantar, a segunda voz pode ser feita com a terça nota da escala da música em questão.

Ela pode ser uma terça acima ou abaixo (segunda voz aguda ou grave). Vamos explicar melhor com um exemplo, utilizando a escala de Sol (G A B C D E F# G). Se a nota cantada é G, a segunda voz será B, ou se a nota cantada é D, a segunda voz será F#. No caso da terça abaixo, um exemplo é que se a nota cantada for E, a segunda voz será C.

A segunda voz utilizando as terças das escalas é a mais comum, entretanto, existem dezenas de possibilidades quando tocamos nesse assunto. Dependendo do que a música pede, você pode fazer segunda voz com quintas ou sétimas. Enfim, o que vai mandar nesse ponto é a sua criatividade e, principalmente, sua sensibilidade musical.

Para tirar a solo da segunda voz é bom ler a partitura ou tirar as notas de ouvido, solando conforme a melodia. Também, podemos fazer a terceira voz, usando a 5ª nota da escala para cada nota cantada na melodia original. Por exemplo, usando a escala de G novamente: se a nota é A, a terceira voz será E. Contudo, além das vozes usando a 3ª e 5ª notas, tem outras possibilidades nas quais podemos usar a 4ª, 6ª, 7ª etc.

Por que treinar a segunda voz no violão?

Executar a segunda voz com perfeição no violão coloca você em um patamar de musicalidade mais alto que outros músicos. Quem consegue fazer isso com clareza e definição passa uma sensação de mais profissionalismo e experiência.

Entretanto, para chegar a esse ponto, você precisa estudar com muito afinco e foco. Como você já sabe, fazer uma segunda voz de forma errada pode levar sua execução por água abaixo. Essa técnica é, realmente, muito diferenciada e coloca mais musicalidade nas canções, entretanto, quando feita de forma incorreta faz o efeito contrário.

É por esse motivo que você precisa ter muito estudo para desenvolver bem essa técnica. Para tanto, é interessante treinar ela em várias escalas. Demos o exemplo de Sol por ser uma tonalidade bastante aplicável e mais simples.

No entanto, você precisa estudar cada uma das notas que estão ao longo do braço do violão. Assim, desenvolverá um feeling para fazer a segunda voz. Automaticamente, quando encontrar uma oportunidade, aplicará a técnica sem maiores dificuldades.

Além disso, também é interessante procurar por solos de músicas que utilizam a segunda voz. Isso é muito comum de ser percebido em canções populares brasileiras, especialmente, em bandas que gravaram CDs ou DVDs acústicos.

Por fim, podemos concluir que a segunda voz no violão não é uma técnica simples de ser desenvolvida, mas com muito estudo e dedicação qualquer pessoa é capaz de dominá-la. Assim, pode aplicá-la em várias canções da nossa riquíssima música brasileira e, até mesmo, nas produções internacionais.

Se você gostou deste artigo, compartilhe em suas redes sociais, especialmente para aquele amigo que precisa aprender essas técnicas e melhorar suas canções.

Categories

+ There are no comments

Add yours