Relações intervalares – Graus Modais – Graus Tonais

Relações intervalares – Graus Modais – Graus Tonais


Conhecer os diferentes tipos de acordes e ter autoridade sobre a formação, utilização e execução deles é tarefa simples que, muitas vezes, é complicada pela falta de material que englobe esses aspectos e realize a conexão entre esses diferentes pontos. Queremos familiarizar o músico com as estruturas harmônicas mais comuns – as tríades e tétrades -, as leis que regem a construção desses elementos e a localização deles dentro de uma escala. Mais do que isso, queremos levar o músico a analisar a formação e a execução de acordes – tríades e tétrades – sob um novo prisma: inseri-los em um contexto harmônico que os identifique. De posse desse conhecimento, o músico terá facilidade em compreender as progressões utilizadas tanto na música erudita quanto na popular e os conteúdos harmônicos mais elaborados, derivados do enriquecimento de acordes e das modulações. Para o início desse estudo, algumas informações preliminares e conceitos básicos são necessários.

 

Escalas – relações intervalares

As escalas, tanto maiores quanto menores, possuem, em sua formação, relações intervalares características. Os intervalos existentes entre a tônica de uma escala maior e as outras notas que a compõem, por exemplo, são considerados maiores ou justos.

 

exemplo 1

 

Em uma escala menor na forma harmônica, isso já não acontece.

 

exemplo 2

 

 

Graus tonais

A tônica (I grau), a subdominante (IV grau) e a dominante (V) grau) de uma escala são chamados graus tonais.

 

exemplo 3

 

Graus modais

A mediante (III grau) e a superdominante (VI grau) são chamados graus modais, pois determinam o modo de uma escala.

 

exemplo 4

 

Como existem três formas de escala menor (pura, harmônica e melódica), a superdominante (VI grau) pode sofrer variação. Por isso, é chamada de grau modal variável. Já a mediante (III grau), como não sofre variação, é chamada grau modal invariável.

 

exemplo 5

 

Comparativo: escalas maiores e menores

Comparando duas escalas homônimas (Dó Maior e Dó Menor na forma harmônica, por exemplo), percebe-se que somente duas notas são diferentes entre elas: os graus modais.

 

exemplo 6

 

Exercício:

Analise todas as escalas maiores e suas homônimas menores para determinar quais são os graus tonais e os graus modais. 

Categorias

3 Comentários

Adicionar
  1. 1
    João Ataide

    Ola! Explicação esclarecedora sobre relação intervalar. Minha dúvida é relativa à classificação dos graus:
    voce diz que o I o IV e o V graus são tonais e o III e o VI são modais, ok então eu pergunto, qual é a classificação do II(segundo) grau? s

+ Deixe um comentário