Duo Tarditi-Maltese realiza última apresentação da Temporada 2015 do Centro de Música Brasileira

Duo Tarditi-Maltese realiza última apresentação da Temporada 2015 do Centro de Música Brasileira


A última apresentação da Temporada 2015 do Centro de Música Brasileira fica a cargo do duo de pianistas formado pelas pianistas Paola Tarditi e Sylvia Maltese

O Duo Tarditi-Maltese, constituido pelas pianistas Paola Tarditi (italiana) e Sylvia Maltese (brasileira), estreou em 2001, por ocasião do ” Fare Festival ” em Pavia, Itália em um recital-conferência de Música Brasieira de Concerto: ” Nacionalismo e Pós-Nacionalismo na Música Brasileira para piano a Quatro Mãos”.

A partir de 2001,o Duo Tarditi-Maltese tem apresentado obras para Piano a Quatro Mãos e Dois Pianos em Concertos, Conferências, Festivais e Gravações, na Italia e no Brasil, divulgando principalmente composições de Músicos Brasileiros e Italianos.

Em 2009 o Duo realizou a gravação de obras a Quatro Mãos para o CD ” Mulheres Compositoras França- Brasil” por ocasião do intercambio Cultural entre os dois paises. O CD foi lançado no Espaço Cultural da Livraria Cultura com a apresentação da Compositora Nilceia Cleide da Silva Baroncelli,também responsável pelo texto de apresentação do CD.

Em 2015, tanto na Italia como no Brasil,as pianistas apresentarão Recital de Música Brasileira a Quatro Mãos, com destaque para o repertorio do Compositor Osvaldo Lacerda. O ponto central dos recitais será em Novembro, o Concerto de encerramento da temporada de Concertos realizada pelo Centro de Música Brasileira em São Paulo, com recital homenagem a Osvaldo Lacerda ,ocasião em que o Duo executará a série completa das Três Brasilianas a Quatro Mãos( números Quatro, Oito e Doze). Ainda em novembro,as tres Brasilianas serão gravadas pelo Duo Tarditi-Maltese em estúdio de São Paulo, para a realização de um CD que fará parte da integral para piano do Compositor.

Paola Tarditi é italiana, realizou seus estudos musicais no país de origem, recebendo o diploma do curso de Piano do Conservatório “G.Nicolini” em Piacenza, na classe de Lucia Romanini Marzorati. Em Milão, foi aluna do compositor Bruno Bettinelli e de Lily Allorto. Na mesma cidade, realizou os cursos de música de Câmara, de Dario De Rosa, na “Accademia Ambrosiana” e de didática pianística no centro “Il Laboratorio”. Desenvolve atividade de concertista em várias formações camerísticas, desde em duo até pequenas formações orquestrais. Colabora regularmente com a pianista milanese Mirella Barzanò, com a qual frequentou o Curso Internacional de Aperfeiçoamento “Música de Camara con Pianoforte nel Periodo Romantico” proferido por Dario De Rosa, na “Accademia Musicale Europea”, em Genova. Na formação de Duo de Piano, foi selecionada pela “Gioventù Musicale d’Italia” com a qual teve oportunidade de tocar em vários importantes teatros italianos. Sempre nesta formação, exibiu-se com a orquestra “Engelberger Streidiorchester “na Suiça central, onde se apresentou seguidamente por vários anos. Apresentou-se pela Itália em várias temporadas de concertos e para diversas associações culturais, como “A.G.I.M.U. S”, de Bolonha, ”Tecne Italiana Musica”, de Gênova, ”Società dei concerti di Milano”, ”Società del Quarteto di Vercelli”, além de recitais em Massa, Modena, Pavia, Pisa e Trieste. Juntamente à atividade de concerto, desenvolveu por um grande período, a de docente de piano solista, no “Istituto Musicale Sammartini”, em San Donato Milanese. Foi Membro da Sociedade Brasileira de Musicologia, em São Paulo, e está se dedicando à pesquisa e estudo do repertório camerístico brasileiro para piano.

Sylvia Maltese é pianista, professora e pesquisadora. Vários prêmios lhe foram outorgados durante sua carreira, entre os quais o APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de 2011, por sua atuação como Recitalista; o CIESP de 2011, Excelência Mulher 2011, pelo conjunto de sua obra e também em 2011, a Comenda Carlos Gomes. Por sua participação no Duo Pianístico de São Paulo, juntamente com a pianista Marlys Lopes Gatto, recebeu o prêmio APCA de 1983, como Melhor Conjunto Instrumental. Filha da pianista Ida Maltese, com ela iniciou seus estudos musicais, prosseguindo-os com Dinorá de Carvalho, José Kliass, Cláudio de Brito e Anna Stella Schic. Realizou o Curso Superior de Música pelo Instituto Musical de São Paulo. Desenvolveu sua carreira de pianista alternando apresentações solo com duos de piano, a quatro mãos e dois pianos, com os pianistas: Marlys Lopes Gatto, Clélia Ognibene (CD Música Brasileira para Piano a Quatro Mãos-Miguèz, Levy, Napoleão, 2005), Paola Tarditi (CD Mulheres Compositoras França-Brasil 2009), Joel Bello Soares e com sua mãe, Ida Maltese (CD Piano Luso-Brasileiro a Quatro Mãos, 2001). Seus mais recentes CDs solo são Música Brasileira para Piano – Savino De Benedictis e sua Escola de Composição (2002); Música Brasileira do Império – Visconde de Taunay – composições para piano (2008); Mulheres Compositoras França-Brasil (2009), Emilia De Benedictis, obra completa para piano (2010), Encontros com a Música de São Paulo (2012) e O piano religioso de Franz Liszt (2014).
Atua em concertos, congressos e festivais em importantes centros de cultura musical do Brasil e do exterior. Ministra cursos de técnica e interpretação pianística e, como membro de júri, participa de concursos de piano, nacionais e internacionais. Dedicaram-lhe obras os compositores brasileiros Adelaide Pereira da Silva, Almeida Prado, Amaral Vieira, Dinorá de Carvalho, Kilza Setti, Maria Helena Rosas Fernandes, Nilcéia Cleide da Silva Baroncelli, Nilson Lombardi, Otávio Azevedo, Sérgio de Vasconcellos-Corrêa e Silvânia Barros.Desde 2006, é Membro Titular da Academia Nacional de Música. Em 2014 tornou-se Membro da Academia Brasil-Europa e Instituto de Estudos Culturais dos Países de Língua Portuguesa.

A Temporada 2015 do Centro de Música Brasileira diversificou na variedade de compositores eruditos brasileiros, nos instrumentos, na região de cada músico e nas diferentes formações. O CMB é uma sociedade civil sem fins lucrativos e foi fundado em São Paulo em 18 de dezembro de 1984 e iniciou suas atividades em 1985. Já realizou 310 apresentações em São Paulo, e um total de 47 em cidades do interior dos Estados de São Paulo e Minas Gerais. Promoveu vários concursos de Interpretação, de âmbito nacional: 7 de Canção de Câmara Brasileira; 5 de Músicas Brasileiras para Piano; 2 de Músicas Brasileiras para Flauta. Promoveu um Concurso de Monografia “O Dobrado” (marcha cívica e militar brasileira), e dois de Composição: o primeiro, em parceria com a Biblioteca Municipal “Mário de Andrade” (São Paulo) e mais recentemente, em 2008, um Concurso de Tocata para Piano. Atualmente é presidido pela pianista Eudóxia de Barros.

 

Programa

Radamés Gnattali (Porto Alegre, RS 1906 – Rio de Janeiro, RJ 1988).

Graziosa- valsa.

Nilson Lombardi (Sorocaba ,SP 1926 – 2008 )

Ciclo Miniatura

Toada, Chorinho, Acalanto, Valsa e Baião.

Aylton Escobar (São Paulo, SP 1943)

Seresta Opus Um

Villa-Lobos (Rio de Janeiro, RJ 1887 – 1959).

A Folia de um Bloco Infantil

Francisco Mignone (São Paulo, SP 1897 – Rio de Janeiro, RJ 1986).

Lundu

Congada

Osvaldo Lacerda (São Paulo, 1927 – 2011).

Brasiliana n°4

I. Dobrado

II. Embolada

III. Seresta

IV. Candomblé

Brasiliana n°8

I. Canto de Trabalho

II. Frevo

III. Abôio

IV. Terno de Zabumba

Brasiliana n°12

I. Cateretê

II. Canto de Bebida

III. Canção

IV. Maracatu

 

 

Serviço

Dia 21 de novembro, sábado, às 20h

Centro de Música Brasileira (CMB)

Recital de Piano a 4 Mãos

Duo Tarditi-Maltese – Sylvia Maltese e Paola Tarditi

Apoio Cultural: Cultura Inglesa de São Paulo.

Local : Sala Cultura Inglesa do Centro Brasileiro Britânico (160 lugares)

Rua Ferreira de Araújo, 741

Pinheiros – São Paulo

Tel: (11) 3039 0500

Grátis!

Categorias

+ Sem comentários

Adicionar