Qual a diferença entre caixa de som ativa e passiva?

Qual a diferença entre caixa de som ativa e passiva?


É muito comum que as pessoas tenham dúvidas sobre quais são as diferenças entre as caixas de som ativa e as passivas.

Acontece que saber todos esses detalhes é muito importante para garantir um bom som independente do local onde se está utilizando o equipamento.

Além disso, essa diferença também importa no momento de definir a forma como o áudio irá funcionar.

Para te ajudar com tudo isso, preparamos um texto com as principais diferenças entre a caixa de som ativa e a passiva. Confira!

Por que há diferença entre a caixa de som ativa e a passiva?

Quem já reparou um pouco nos sistemas de som já deve ter notado que é muito comum a caixa de som estar ligada diretamente ao amplificador.

Neste caso, ele trabalha como um gerenciador do sistema, assim como o receiver de um home theater.

Portanto, quando isso ocorre, essa caixa de som é considerada passiva. O que quer dizer que ela depende do amplificador para enviar o áudio que será tocado.

Com a caixa de som ativa, pode-se dizer que esse caminho é encurtado. O motivo para isso é que a própria caixa já tem um amplificador embutido, o que faz com que não seja dependente de um equipamento externo.

A caixa de som ativa é mais independente

Como podemos concluir com as informações anteriores, a principal diferença entre a caixa de som ativa e passiva é a presença de um amplificador interno na caixa, que faz com que ela seja mais independente em relação à passiva.

Esse amplificador, por sua vez, faz com que a caixa ativa tenha em sua parte traseira diversas entradas e controles, como os de graves, agudos, volume, microfone, celular, Bluetooth, USB e SD Card.

No entanto, não é só por isso, a caixa de som ativa também possui outras características que a tornam ainda mais interessante.

Uma delas é que ela pode ou não ter uma bateria interna, além da tomada para ligação na energia elétrica.

Desta forma, dependendo do modelo, a caixa de som ativa pode ser ainda mais independente. Isso porque ela não precisa de nenhum outro equipamento acoplado para funcionar.

Basta o amplificador embutido para que ela funcione sozinha.

O que é a caixa de som passiva?

A caixa de som passiva, como dito anteriormente, é aquela que não possui um amplificador embutido e necessita de um aparelho externo para funcionar.

Geralmente, ela também não precisa de alimentação de energia externa, ou seja, não é ligada na tomada.

Isso ocorre justamente por ter que ficar ligada em algum tipo de amplificador externo, do qual servirá como fonte de energia.

Por outro lado, é muito comum que a caixa de som passiva seja mais limitada em relação aos ajustes finos e o seu próprio volume.

As caixas de som ativas e passivas podem ser combinadas?

Essa é um fato muito interessante, pois o amplificador externo também pode ser de uma caixa de som ativa.

O que quer dizer que a própria caixa ativa já tem uma entrada para ligar outra caixa de som, dessa vez, uma passiva.

Dessa forma, a caixa de som ativa faz o papel de amplificador para a passiva e, juntas, elas funcionam como um sistema de som praticamente completo.

Como escolher a melhor opção?

As caixas de som ativas são mais voltadas para o uso dos músicos, produtos e profissionais de audiovisual.

No entanto, isso não significa que iniciantes e amadores não possam usar dispositivos do tipo. Mas é importante lembrar que esses modelos são bem caros e podem não valer tanto a pena quando falamos de custo x benefício.

Se a sua idéia é usar o aparelho apenas para conectar na TV ou no computador, então a melhor escolha é a caixa de som passiva.

Você também pode encontrar modelos de caixas de som passivas pequenas que facilitam o transporte, além de serem muito mais em conta do que as outras opções.

+ Sem comentários

Adicionar