Como usar equalizadores e filtros

Como usar equalizadores e filtros


Equalizar é a maneira mais correta de conseguir a melhor resposta e o melhor timbre de um determinado som, qualquer que seja a fonte geradora, e conhecer as formas de atuação dos equalizadores é fundamental para o tecladista, tanto para a reprodução quanto para a criação sonora

Existem vários tipos de equalizadores – que nada mais são que filtros-, tanto incorporados aos sistemas operacionais de teclados quanto externos, físicos (de rack) e virtuais (plug-ins). Fabricados com diversos recursos, para a obtenção de um melhor resultado sonoro, cada um possui suas peculiaridades. Os mais procurados pelos profissionais são os que oferecem ajustes mais finos. Para conseguir o melhor equilíbrio entre todas as frequências, o filtro é fundamental. Na síntese sonora, o conhecimento dos diferentes tipos de filtros é primordial para a criação e manipulação de timbres. O mesmo vale para dar acabamento a uma boa trilha produzida em um workstation.

Basicamente os equalizadores se apresentam em seis tipos:

– GRÁFICO
– SHELVING (PEAKING)
– SWEEP
– SEMIPARAMÉTRICO
– PARAMÉTRICO
– PARAGRÁFICO

 

graphic-eq

EQUALIZADORES GRÁFICOS

O equalizador gráfico tem como principal característica um conjunto de faders deslizantes, que acentuam ou atenuam frequências predefinidas. Basicamente existem três tipos de equalizadores gráficos:

 

EQUALIZADOR DE UMA OITAVA – as frequências são divididas em 10 bandas:

32 – 64 – 125 – 250 – 500 – 1k – 2k – 4k – 8k – 16k

EQUALIZADOR DE DOIS TERÇOS DE OITAVA – as frequências são divididas em 15 bandas:

25 – 40 – 63 – 100 – 160 – 250 – 400 – 630 – 1K – 1,6K – 2,5K – 4K – 6,3K – 10K – 16K

EQUALIZADOR UM TERÇO DE OITAVA – as frequências são divididas em 31 bandas:

20-25-31,5-40-50-63-80-100-125-160-200-250-315-400-500-630-800-1K-1,2K-1,6K-2K-2,5K-3,1K-4K-5K-6,3K-8K-10K-12K-16K-20K


SHELVING (PEAKING)

É aquele em que apenas um potenciômetro (knob) controla uma faixa de frequência preestabelecida, definindo a intensidade dela com largura de banda já pré-determinada. Encontrado em equipamentos de som domésticos (graves, médios e agudos), esse tipo de equalizador não permite correção precisa em uma dada frequência. Assim, ao atenuar uma faixa de médios que está em excesso no ambiente, outras também serão atenuadas. Nessa operação, talvez ocorra uma alteração em regiões que seriam importantes para um bom resultado sonoro.

 

Figura 6tif

Low shelving EQ (freqüências baixas)

 

Figura 5tif

Hi shelving EQ (freqüências altas)

 

Figura 4tif

Na medida em que a frequência central – de 1kHz em +/- 12dB – é alterada para uma determinada amplitude (volume de ganho), são arrastadas as frequências laterais (vizinhas) de ambos os lados.

 

SWEEP

Sweep, em inglês, significa varrer. Esse tipo de equalizador possui um botão que acentua ou atenua uma frequência preestabelecida e outro para efetuar a varredura dela. Também possui a largura de banda fixa. Muitas mesas de som (consoles) de marcas renomadas possuem esse tipo de filtro, porém, com diferenças na largura de banda.

 

Figura 8tif

Exemplo simultâneo de bandas cuja distância entre elas também resulta em diferentes características do filtro. O botão Sweep altera qual a frequência a ser filtrada.

 

 

SEBlueCatTripleEQ_2MIPARAMÉTRICOS

Esse tipo de filtro, além de possuir um knob para acentuação e atenuação da frequência e outro para fazer a varredura dela, possui uma chave que abre ou fecha a largura de banda.

 

 


PARAMÉTRICOS

Os equalizadores paramétricos são aqueles que possuem três tipos de ajustes: atenuação ou ganho da frequência de trabalho, escolha dessa frequência e largura de banda passante da frequência.

Gráfico do Eq Parqmétrico

No gráfico amarelo, é apresentado um ganho e uma atenuação precisa de uma determinada frequência, sem alterar muito a amplitude das vizinhas. Somente equalizadores com fator de mérito (Q) com grande precisão e seletividade e ampla faixa de banda passante poderão executar tal função. O paramétrico tem vantagens perante os demais filtros.

 

 

HPF & LPF

O Hi Pass Filter, ou filtro de passa-altas, tem como característica a filtragem das baixas frequências, ou seja, trabalha de modo que, abaixo de uma determinada frequência, não exista som.
O Lo Pass Filter, ou filtro de passa-baixas, tem como característica a filtragem das altas frequências, ou seja, trabalha de modo que, acima de uma determinada frequência, não exista som.

 

Hi-Lo Pass

 

EQUALIZADOR PARAGRÁFICO

Esses tipos de filtros são encontrados em equipamentos digitais e virtuais. Mesas digitais, com displays em cristal líquido, apresentam equalizadores paramétricos com interfaces gráficas, possibilitando ao usuário a visualização do resultado obtido ao usar o filtro, bem como os plug-ins utilizados nos softwares. Dentro dos softwares, sejam multitrack como o Sonar, Logic Audio, Nuendo, Cubase, Pro Tools etc., ou nos de edição estéreo, como o Sound Fourge, Wave Labs etc., os plug-ins de equalizadores paragráficos apresentam-se das mais variadas formas, dando ao usuário a opção de aplicar filtros de alta precisão e qualidade em seus trabalhos.


1 Comentário

Adicionar

+ Deixe um comentário