Como inverter um intervalo musical?

Como inverter um intervalo musical?


A questão de como inverter um intervalo musical aparece para muitos músicos ao longo de sua carreira, porém, ela é mais simples do que imaginamos.

Com pouco tempo, um músico, mesmo que iniciante é capaz de compreender sobre o assunto, sem precisar de técnicas especificas para isso.

Pensando em te ajudar a sanar essa dúvida de uma vez por todas, preparamos um conteúdo com tudo o que precisa saber sobre inverter um intervalo musical.

O que é inverter um intervalo musical?

Inverter um intervalo musical consiste em alterar sua disposição. É muito fácil entender esse quesito, veja:

Imagine o intervalo de dó para mi, ascendente. Dó está se comportando como a nota mais grave, e mi como a nota mais aguda.

Tudo isso se trata de um intervalo de terça maior – justo posto, de dois tons entre as notas.

Já sabemos que a distância de uma oitava é de seis tons, certo?

Ao inverter o intervalo a nota mi será estabelecida com a nota mais grave, dessa forma, a nota dó se estabelece como o som mais agudo.

Se antes a distância era de dois tons entre o dó e o mi, entre o mi e o dó, a distância será de quatro tons.

O que acontece é que há certo ponto de interesse na questão dos intervalos, observe a inversão por qualidade do intervalo:

  • Se há um intervalo maior, ao invertê-lo, tornar-se-á menor;
  • Um intervalo menor, ao invertê-lo, tornar-se-á maior.

Viu como é fácil? Agora vamos aprender como estudar esses intervalos.

Como estudar inversão de intervalos?

Assim como a própria ação de inverter o intervalo musical, estudar as formas de fazê-lo é muito prático, veja:

  • Escreva um grande número de intervalos, quantificando e qualificando precisamente.

Lembre-se que a análise quantitativa é imperativa, dá o nome ao intervalo e a qualidade acrescenta termo sem se opor.

  • Agora, inverta cada um dos intervalos e qualifique novamente seguindo a teoria apresentada.

Para que ele tenha validade musical, toque os intervalos ao piano e, até mesmo cante-os. Cantar é um dos melhores gestos para a assimilação musical.

  • Pratique o mesmo em seu instrumento, como ferramenta técnica para improvisação, o estudo de inversão de intervalos é perfeito.

A seguir, amplie dois intervalos sucessivos, depois três, até conseguir produzir uma frase inteiramente invertida.

+ Sem comentários

Adicionar