Transporte de instrumentos musicais: 6 cuidados essenciais

Transporte de instrumentos musicais: 6 cuidados essenciais


Todo músico sabe da importância que os seus equipamentos têm para garantir um som de qualidade. Muitas vezes é necessário fazer o transporte de instrumentos, sendo fundamental tomar os cuidados para que não haja complicações durante o trajeto.

O zelo deve ser o mesmo tanto para viagens longas quanto para deslocamentos cotidianos, tal como levar o instrumento para um churrasco ou ensaio. Sabemos que existem algumas peças ou materiais que são bastante frágeis e uma simples ida até a casa do professor pode causar algum dano.

Neste artigo, vamos explicar qual a relevância de se prevenir e ainda daremos dicas essenciais para o transporte adequado de seu equipamento musical. Boa leitura!

A importância de tomar cuidado durante o transporte

A preocupação com a movimentação é comum e se dá pelo medo de que as condições afetem e danifiquem o instrumento. Até mesmo os músicos iniciantes sabem da relevância de tomar os cuidados para assegurar a integridade das peças.

Quem toca também valoriza o quanto investiu na compra de seu equipamento, não querendo que um descuido seja responsável por um prejuízo. Essa cautela garante a preservação e evita gastos desnecessários com reparos ou, inclusive, com a reposição do item.

Cuidados essenciais no transporte de instrumentos musicais

Para ajudar nessa tarefa, daremos seis dicas indispensáveis para um deslocamento adequado dos instrumentos. Confira!

1. Compre um case

Não importa qual seja o seu companheiro, existe um case específico para protegê-lo. Seja ele de cordas, de percussão ou de sopro, você encontrará uma mala ideal. Normalmente, os estojos rígidos atestam mais segurança do que as mochilas ou capas.

O case evita amassados, arranhões e outros acidentes, portanto, dê preferência aos que tenham acolchoado e sistema anti-impacto, aumentando a proteção durante os trajetos. Ainda é fundamental tomar cuidado no manuseio e armazenamento, prevenir esbarrões e não colocar pesos em cima.

Fique atento também ao tamanho da mala, pois ela deve se ajustar perfeitamente ao tamanho do instrumento. Não deixe sobras, pois ele vai ficar batendo nas laterais ao ser carregado. Assim, nem sempre será possível reaproveitar o case antigo em um item novinho em folha.

2. Evite variações de temperatura

A mudança de temperatura pode ser prejudicial. O excesso de calor pode causar deformação no corpo do equipamento, por isso, é importante impedir que ele seja transportado em exposição ao sol. Verifique ainda se o veículo que vai fazer o traslado possui ar-condicionado. Se estivermos falando de um trajeto longo, pode ser recomendável fazer essa exigência.

3. Procure sempre levar junto com você

Sempre que possível, é aconselhável que o instrumento seja levado por você. Em viagens de carro, o melhor é que ele fique com o dono no banco de trás, recusando o uso do porta-malas. Nos trajetos de ônibus, procure carregá-lo no compartimento de passageiros, evitando que ele fique no bagageiro comum e que passe por fortes impactos e variações de temperatura.

Nos translados de avião, o problema pode ser um pouco maior. Se o tamanho do seu equipamento for grande, será necessário o despacho. Procure a empresa responsável e se informe, sendo esse o caso, envolva-o em um case adequado e preparado para impactos.

Ninguém melhor do que você para cuidar dos seus bens. Por esse motivo, ao colocar o item em qualquer compartimento, faça você mesmo, se possível, a disposição. Motoristas, funcionários de companhias de transporte, entre outros, costumam estar com pressa e podem não ter tanta cautela com a sua bagagem.

4. Contrate empresas especializadas

Em alguns casos, como o do piano, o ideal é pagar uma companhia especializada pelo seu transporte. É muito comum ver famílias mudando de moradia e entregando o instrumento nas mãos da equipe contratada pelo deslocamento completo. Isso é um péssimo negócio, pois eles cobrarão muito mais caro, não saberão como desmontar e, dessa forma, precisarão de mais pessoas para carregar.

Com uma empresa experiente no translado de itens musicais, um piano pode ser erguido por apenas dois colaboradores. Eles saberão desmontar e montar novamente as peças, que poderão até entrar em um elevador. Não necessariamente o equipamento vai precisar passar por aquela clássica cena de ser içado pela janela.

5. Pesquise a política das companhias aéreas

Cada companhia, seja ela nacional ou internacional, tem a sua própria política para o transporte de instrumentos musicais. Algumas delas podem exigir que se compre uma passagem a mais, caso você não queira utilizar o bagageiro.

Recomenda-se entrar em contato com a empresa antes de comprar os bilhetes. Uma conversa direta e franca, de preferência documentada por um e-mail, torna-se uma proteção necessária contra quaisquer imprevistos.

Na hipótese de seu bem ter que viajar no compartimento de carga, verifique se a entidade se responsabiliza por eventuais danos. Não subestime a importância de um bom seguro, pois, dependendo da circunstância, pode ser o melhor investimento.

6. Pense em pedir ajuda

Se o deslocamento for feito pelo próprio instrumentista, é necessário avaliar se vai precisar de ajuda. Ela será essencial quando se tratar de um equipamento grande ou que seja composto por muitas partes, como uma bateria, por exemplo.

O ideal é combinar com um número suficiente de pessoas para contribuir na montagem e na desmontagem. Mais característico do que a cena de um percussionista juntando as peças rodeado de gente, é o mesmo desarmando tudo sozinho após o show.

Essas são algumas recomendações indispensáveis para garantir um translado de itens musicais confiável e sem complicações. O meio de locomoção, a distância e as condições climáticas podem interferir nesse processo, sendo fundamental analisá-los de acordo com as sugestões fornecidas acima. Não deixe de pesquisar, contratar, planejar e, sempre que preciso, pedir ajuda. Ninguém cuida melhor de um instrumento do que o músico que o toca. Porém, em vários casos, o zelo significa entender a necessidade de agir previamente.

O equipamento faz parte do artista, portanto, todo cuidado é pouco para atestar a sua preservação e qualidade. Um transporte bem feito e seguro garante o sucesso de um projeto musical.

Gostou do nosso conteúdo? Então, não perca tempo e aproveite para ler o nosso artigo que traz dicas importantes para a compra de um piano!

Categorias

+ Sem comentários

Adicionar