Quais são os principais tipos de saxofone?

Quais são os principais tipos de saxofone?


Um único instrumento pode ter diversas versões e estilos, que possibilitam alcançar diferentes tons de acordo com sua afinação. Assim, quando falamos em saxofones, é interessante conhecer os principais tipos para entender mais sobre as características e diferenças entre eles, além de ver em quais contextos são mais utilizados.

O saxofone, também conhecido como sax, é um instrumento de sopro que foi inventado em 1841 e patenteado no ano de 1846, uma criação do belga Adolphe Antoine Joseph Sax. Ele é usado de diversas formas na música, sendo muito relevante em diferentes gêneros, como jazz, e contextos musicais, como shows, religiosos, orquestras e bandas.

Neste artigo, vamos apresentar os principais tipos de saxofones e suas características. Além disso, mostraremos como escolher o modelo ideal para você. Continue a leitura!

Conheça os tipos de saxofone

A família do saxofone é grande, sendo que todos os membros compartilham a mesma digitação e a escrita é sempre em clave de sol, variando a transposição de acordo com o registro do instrumento. Vamos conhecer mais sobre os principais deles!

Contrabaixo

É o sax que oferece o som mais grave entre todos da família, sendo afinado em E♭ (Mi Bemol). Além disso, ele é um instrumento com grande tamanho e peso, não sendo indicado para crianças e adolescentes. Esse modelo é utilizado em bandas e orquestras.

Baixo

O saxofone baixo também é um dos maiores e mais pesados membros da família, afinado em B♭ (Si Bemol). Foi o primeiro tipo de sax exposto ao público, quando Adolphe Sax apresentou-se com ele. Esse modelo não é comumente utilizado, mas pode ser ouvido em algumas gravações de jazz e em coros de saxofone.

Barítono

O sax barítono tem afinação em E♭ (Mi Bemol) e conta com um registro sonoro complexo, também garantindo uma sonoridade bastante grave. Esse estilo é utilizado em diversas situações, sendo comum em bandas sinfônicas, jazz e orquestras sinfônicas.

Tenor

O sax tenor tem afinação natural em B♭ (Si Bemol), assim como o soprano, porém, é importante entender que ele apresenta uma sonoridade mais grave. Ele também tem uma estrutura extensa, sendo um modelo pesado, que exige amplo conhecimento técnico para o músico. Desse modo, ele não é indicado para crianças e adolescentes.

Alto

O saxofone alto é afinado em E♭ (Mi Bemol), sendo muito conhecido por sua utilização no Jazz. Ele é considerado bom para a improvisação devido ao seu timbre e facilidade de utilização. Desse modo, esse modelo é o mais indicado para músicos iniciantes, pois seu peso e tamanho permitem um manuseio mais fácil.

Soprano

O saxofone soprano é o mais agudo dentro da família dos clássicos. Essa opção é afinada em B♭ (Si Bemol). Ainda existem modelos com afinação em C (Dó Maior), mas são mais raros. O formato pode ser reto ou curvo, sendo que os dois entregam a mesma sonoridade, diferenciando-se apenas pelo design. Esse modelo é considerado complexo para iniciantes, sendo mais indicado para profissionais.

Sopranino

O sopranino é o segundo instrumento mais agudo da família dos saxofones. É afinado em E♭ (Mi Bemol), raramente, em F(Fá). Ele costuma ser reto, mas também é encontrado em modelos curvos.

Soprillo

Esse é o modelo mais agudo entre todas as opções. Ele é afinado uma oitava acima do soprano, atingindo notas extremamente agudas. Por ser um modelo diferente, ele foi criado posteriormente aos considerados clássicos, sendo mais raro e menos utilizado.

Saiba como escolher o melhor saxofone para você

Depois de conhecer os principais modelos de sax, também é importante saber como escolher o ideal para você. Confira algumas dicas!

Avalie o seu conhecimento no instrumento

A primeira avaliação ao comprar um sax é saber qual é o seu nível de conhecimento no instrumento. Essa análise é importante para que você compre um modelo adequado para suas habilidades musicais, evitando aqueles mais complicados e que poderiam diminuir o seu interesse. Se você é iniciante, as melhores opções são o alto e o tenor. Eles são mais simples de encontrar no mercado e exigem menos conhecimento técnico. Desse modo, começar por esses modelos é uma forma de aprender rapidamente.

Saiba qual tom quer alcançar

Cada músico tem suas preferências de estilo musical, tonalidade, entre outros aspectos. Por isso, também vale a pena saber em qual tom você deseja tocar, escolhendo entre os instrumentos mais agudos ou os mais graves. Se tiver em dúvida, uma boa solução é ficar com os intermediários. Essa análise está relacionada com os objetivos, seja tocar em festas, na igreja ou em outros ambientes, por isso, é importante encontrar o instrumento que seja mais fácil de encaixar no contexto desejado.

Defina uma média de preço

O preço também deve ser considerado, ainda que não seja o elemento mais relevante para a escolha. Os modelos mais extremos, seja para o grave ou agudo, tendem a ser mais caros, pois são mais raros e produzidos em menor quantidade. O investimento deve estar relacionado com o uso do sax. Com certeza, o valor dedicado para a compra será diferente entre quem deseja um sax para assuntos profissionais e quem utiliza o instrumento como um hobbie.

Escolha de acordo com a finalidade

Outra avaliação importante é saber para quê o instrumento será utilizado, ou seja, se é um hobbie ou algo profissional. No caso dos profissionais, é necessário avaliar em quais contextos o instrumento será utilizado, como bandas, orquestras ou grupos de música, pois tais ambientes podem exigir um modelo específico.

Já quem tem o saxofone com um hobbie, deve considerar o seu gosto pessoal e a facilidade para evoluir no instrumento. Afinal, não vale a pena escolher um modelo muito complicado, pois a demora no aprendizado pode ser frustrante.

Neste artigo, apresentamos os principais tipos de saxofone, suas características e algumas diferenças entre eles. Conhecer os instrumentos é uma forma de facilitar a sua escolha, permitindo encontrar o modelo ideal, de acordo com suas necessidades e anseios.

Gostou de conhecer mais sobre o mundo dos saxofones? Então, aproveite para ler outro artigo que fala mais sobre instrumentos musicais de sopro, para você entender como um profissional!

Categorias

+ Sem comentários

Adicionar