Stevie Wonder: um visionário musical que derrubou barreiras

Stevie Wonder: um visionário musical que derrubou barreiras


Você com certeza já deve ter ouvido falar sobre Stevie Wonder, um compositor, cantor e ativista de causas humanitárias e sociais dos Estados Unidos.

O artista foi responsável por levar um estilo diferenciado da música para as pessoas, além de apresentar formas de romper barreiras e ultrapassar deficiências.

Acontece que Stevie era deficiente visual e nem com essa condição, deixou de tocar e compor suas músicas.

Apesar de parecer muito contraditório, para muitos críticos da música, a arte apresentada por Stevie Wonder era extremamente visual.

O motivo para isso é que muitas pessoas acreditam que o artista usava a sua voz para criar um tipo de conteúdos visual dentro de nossas cabeças, assim como era para ele próprio.

Além de ter feito história por ser um artista único, ele também marcava presença com sua voz cheia de técnica e muito impactante.

Acontece que antes de se tornar um grande artista, Stevie Wonder teve uma vida muito complicada, principalmente pelo fato da sua condição visual.

No entanto, nenhum desses obstáculos foi capaz de fazer com que Stevie desistisse de seus sonhos.

O garoto-prodígio

Stevie nasceu em 13 de maio de 1950, na cidade de Michigan e já se deparou com dificuldades ainda no seu parto, já que nasceu prematuramente seis semanas antes da data estipulada pelos médicos.

Por esse mesmo motivo, ainda bebê, sofreu uma complicação visual que acabou levando á cegueira que o acompanhou por toda sua infância e vida adulta.

No entanto, com o passar do tempo, Stevie percebeu que mesmo com tal complicação, ele não seria impedido de seguir sua verdadeira paixão: a música.

Ainda muito pequeno, Wonder aprendeu a tocar piano, bateria e harmônica. Logo em seguida, começou a se apresentar publicamente em esquinas, festas e clubes de Detroid ao lado de um amigo.

Aos 11 anos, durante uma de suas apresentações, um dos membros da banda The Miracles, Ronnie White, viu Stevie cantar Lonely boy (uma música que foi composta pelo próprio garoto) e a partir daí, Wonder passou a ser considerado o garoto-prodígio.

Inicio de sua carreira musical

Ao ver o garoto interpretando sua própria música, Ronnie White ficou encantado e logo levou Stevie junto de sua mãe para uma audição na Motown – uma famosa gravadora americana.

Os produtores da gravadora também adoraram o garoto e em menos de 2 anos, o Little Stevie Wonder (como era chamado quando trabalhou na Motown) gravou dois álbuns e se tornou conhecido em todo o território americano.

Com 13 anos de idade, Stevie alcançou um grande sucesso com um single gravado ao vivo durante uma apresentação da turnê Motor Town Revue.

Com isso, ele se tornou uma das primeiras crianças de grande sucesso dos Estados Unidos.

Logo em seguida, o álbum Recorded Live: The 12 Year Old Genius foi lançado do qual contava com um single que apresentava Wonder no vocal, bongôs e gaita, enquanto um jovem Marvin Gaye tocava na bateria.

A música dos artistas ainda muito novos emplacou o número um na parada Pop & R&B, fazendo com que Stevie conquistasse uma grande legião de fãs.

Já no ano de 1968, o pequeno Stevie gravou seu primeiro álbum com faixas instrumentais de jazz e soul, usando “Eivets Rednow” como pseudômio.

Em 1970, o cantor com então 20 anos, provou seu grande talento ao completar a gravação de 12 álbuns inteiros.

Período clássico de Stevie Wonder

Após se tornar um artista conhecido em diversos países, Wonder viveu o seu conhecido “período clássico” que deu inicio em 1972.

Nesta época Wonder atingiu o ápice de sua carreira, quando finalmente conseguiu conquistar todo o controle criativo de sua música e se juntou aos maiores nomes da História da Música.

As ferramentas de barganha com a Motown para o seu pedido ser aceito foram dois álbuns feitos de maneira independente por Wonder neste período.

Neste mesmo ano Stevie lançou Music of My Mind, do qual se tratava de um LP com canções que fluíam juntas tematicamente.

As músicas desse LP abordavam assuntos sociais, políticos, temas mais místicos e até mesmo canções românticas.

Music of My Mind foi um marco no inicio da longa colaboração com os pioneiros dos sintetizadores Expanding Head Band (Robert Margouleff e Malcolm Cecil).

A partir deste momento, Stevie lançou alguns dos seus maiores sucessos, como: Talking Book, Superstition e You are the sunshine of my life.

Além disso, Stevie foi convidado para sair em turnê com The Rolling Stones American Tour 1972, levando as músicas de Wonder a um outro público ainda não tão explorado pelo mesmo.

O período clássico de Stevie Wonder decorreu por mais quatro anos, quando em 1976 ele o encerrou com o lançamento do álbum duplo Songs in the Key of Life.

O LP que contava com diversas participações especiais e músicas dos mais variados estilos.

Wonder e sua atual carreira

Stevie Wonder, nos seus 70 anos ainda faz suas apresentações, mesmo que não sejam tão recorrentes como antes.

Em 2008, realizou sua última turnê onde a abriu em Birmingham, na Inglaterra. Seus shows fizeram com que as músicas de Wonder voltassem a subir nas paradas de sucesso.

Em 29 de setembro de 2011, Wonder fez uma apresentação para mais de 100 mil pessoas no 4° dia de shows do Rock in Rio, sendo então a última vez que compareceu ao Brasil até os dias de hoje.

Hoje em dia, Stevie conta com dezenas de prêmios em seu nome graças á sua música, alguns deles são: Álbum do ano com “Innervisions” em 1973, Melhor produtos com “Fulfillingness’ First Finale” em 1974, Grammy Lifetime Achievement Award em 1996 e Melhor Colaboração Pop com Vocais com “For Once in My Life” em 2006.

Além de tudo isso, Stevie Wonder ainda coleciona reconhecimentos pelas suas canções da indústria musical e de produtores e artistas muito influentes.

Stevie Wonder ainda é considerado um dos grandes nomes da música, apesar de sua carreira ter sido iniciada mais de 50 anos atrás.

O compositor é responsável por inspirar diversos artistas, principalmente para aqueles que desejam seguir carreira pelo Jazz e o Soul, sendo as grandes marcas de Stevie.

+ Sem comentários

Adicionar