O que é um amplificador?

O que é um amplificador?


O amplificador é um equipamento indispensável para qualquer tipo de músico, sejam eles profissionais ou então iniciantes.

A principal função deste tipo de objeto é de ampliar a sonoridade de um instrumento de uma forma bastante simples e sem que ruídos sejam gerados.

No entanto, apesar de ser algo de extrema importância para quem trabalha com este ramo, é muito comum que alguns artistas tenham dúvidas de qual aparelho comprar para o seu caso.

Mas, para que esta decisão seja tomada da melhor forma possível, é preciso conhecer um pouco mais sobre o amplificador e todos os seus tipos.

Pensando nisso, preparamos um conteúdo completo com tudo o que você precisa saber para escolher o melhor equipamento de amplificação para você.

Como o amplificador funciona?

Como foi dito anteriormente, o amplificador é um aparelho que amplia a sonoridade de um instrumento musical.

Ele faz isso a partir do controle de quantidades de energia, que, no caso, ao equipamento ser conectado na caixa, ele por si só envia uma pequena quantidade de energia para o amplificador.

A partir disso, o músico conseguirá administrar a energia recebida para uma quantidade muito maior do que a original.

Qual a diferença entre o combo e o stack?

Uma dúvida que surge com bastante frequência entre as pessoas que decidem comprar um amplificador pela primeira vez é se vale ou não a pena comprar aparelhos de combo ou então de stack.

Essa é uma característica bem importante, já que isso irá influenciar na sonoridade do seu amplificador.

Um stack é um aparelho que possui apenas o cabeçote e não trabalha com nenhum tipo de alto-falante em seu gabinete. O som se propaga direcionado para frente, sem cancelamento de frequência.

O resultado nas frequências será mais “punch”, ou seja, mais graves que uma sonoridade normal.

Já o amplificador combo vem com um cabeçote e uma caixa acústica embutida em sua estrutura, o que permite que o som seja mais “macio”.

A dica para que você faça uma boa escolha é entender as suas necessidades enquanto músico e ver qual se encaixa melhor no seu bolso.

Tipos de amplificadores

Hoje em dia, existem diversos modelos de amplificadores disponíveis no mercado musical para que as pessoas deste ramo escolham a melhor opção para o seu caso.

Alguns deles são:

Amplificador para violão

O grande destaque de um amplificador para violão é a possibilidade de dominar a regulagem dos médios conforme o propósito de um músico, ou seja, o tipo de timbre que você espera que um instrumento tenha.

Por exemplo, se você deseja um som com mais brilho e mais ataque, é uma boa calibrar o seu amplificador com maior valor de médios.

Amplificador para guitarra

O amplificador de guitarra possui três versões, a escolha de qual optar irá depender do seu objetivo com este equipamento e o tipo de som que deseja obter.

Conheça os dois principais tipos

  • Valvulado: utiliza tubos (válvulas) para produzir som. Eles conseguem suportar muitas horas de uso, embora sejam mais frágeis.

Por conta disso, eles são mais indicados para o uso em estúdio.

  • Transistorizado: utiliza uma combinação de transistores para produzir o seu som. Eles são mais leves que os valvulados e, por conta disso, mais indicados para músicos de turnê.

Amplificador para contrabaixo

Assim como os amplificadores para guitarra, os de contrabaixo também apresentam diversos tipos.

Veja alguns deles:

  • Cubos: de tamanho reduzido, eles costumam ter potência de 30 a 50W. São indicados para quem está começando;
  • Combo: mais robusto e potente, conta com uma potência que varia de 80 a 220W. A indicação é que sejam usados para ensaios e shows de pequeno e médio porte;
  • Torre ou junção de uma caixa: a potência mínima deste modelo é de 350W. Ou seja, é um tipo de amplificação profissional utilizada em shows de grande porte.

A partir de todas essas dicas e explicações, podemos garantir que você conseguirá fazer uma boa escolha no momento de comprar o seu amplificador e melhorar a performance do seu trabalho!

+ Sem comentários

Adicionar