Minimoog – Sonoridade revolucionária

Minimoog – Sonoridade revolucionária


Robert Moog e sua lendária invenção

Robert Moog e sua lendária invenção

Baseado nos instrumentos modulares, o Minimoog é considerado o primeiro sintetizador desenvolvido especificamente para músicos

O Minimoog é um sintetizador analógico monofônico de 44 teclas e prioridade para a última nota tocada, desenvolvido por Bill Hemsath e Robert Moog. Foi lançado em 1970 pela R.A. Moog Inc. (Moog Music depois de 1972) e produzido até 1981. Redesenhado por Robert Moog, foi “relançado” em 2002 com o nome Minimoog Voyager. Antes do surgimento do Minimoog, os sintetizadores modulares MOOG eram produzidos apenas por encomenda e demandavam grande conhecimento técnico para serem manuseados e produzirem sons. Eram caros, complicados e delicados, com as conexões entre os módulos feitas por cabos. Por esses motivos, dificilmente eram levados para a estrada. O Minimoog foi concebido em resposta ao uso de sintetizadores na música rock e pop. Nasceu do conceito de incluir as partes mais importantes de um sintetizador modular em um pacote compacto, sem a necessidade de cabos de conexão. A intenção era permitir aos músicos levar a mesma sonoridade dos grandes modulares para seus shows e, além de tocar, programar novos timbres rapidamente em tempo real. Com o passar do tempo e a aceitação dos músicos, o Minimoog tornou-se um instrumento distinto e icônico, e o primeiro sintetizador a figurar nas prateleiras das lojas.

O único modelo de Minimoog efetivamente produzido foi o modelo D, com alterações em relação ao Modular Moog e seus predecessores (A, B e C, logicamente), mas com as mesmas características básicas. Apesar de seu design ter impactado a indústria e o design de todos os sintetizadores criados depois dele, o Minimoog deve sua fama aos excelentes timbres analógicos que consegue produzir e ao melhor filtro já instalado em um sintetizador (passa baixa de 4 polos de 24 dB por oitava, com controles de corte e ressonância, e envelope ADS, além de tracking de teclado).

Sua configuração de cabeamento interno e seu layout definiram a configuração geral de sintetizadores por décadas. Cada parâmetro ajustável estava tão claramente definido no painel que o Minimoog se tornou uma excelente ferramenta para todos os interessados em síntese subtrativa clássica. O sintetizador oferecia ainda um gerador de tom em 440 Hertz para auxiliar na afinação dos osciladores, já que, como todo instrumento analógico, a afinação poderia oscilar dependendo da corrente elétrica e da temperatura do equipamento. O equipamento possui também entrada de áudio para processar sons externos em seus circuitos. O painel de controle pode ser levantado ou abaixado, conforme a conveniência do músico. Outra grande inovação foi a adição dos controles de modulação e pitch por meio de rodas – Modulation Wheel e Pitch Bend Wheel – utilizados até hoje.

GERAÇÃO SONORA
Basicamente, o painel do controle do Minimoog pode ser dividido em três seções: os geradores de sinal (três osciladores controlados por voltagem – VCO – além de ruídos rosa e branco), o filtro (controlado por voltagem – VCF) e o amplificador (controlado por voltagem – VCA). Para produzir um som, o músico deve primeiramente escolher as formas de onda (entre triangular, dente-de serra, quadrada e dois diferentes tamanhos de onda pulso) ou ruído (branco ou rosa) a ser gerado pelo VCO. O sinal é então roteado para o VCA, onde seu contorno é desenhado por um geradordeenvelopeADS(Attack, Decay/Release, Sustain) dedicado. O filtro (VCF) e o amplificador (VCA) possuem geradores de envelope ADSD (Attack-Decay-Sustain-Decay) independentes. A saída do terceiro oscilador ou gerador de ruído pode ser roteada para controlar a entrada de voltage dos filtros ou osciladores. A quantidade de modulação de afinação ou filtro é controlada pela roda de modulação (modulation wheel). Dessa forma, é frequentemente usado para controlar a afinação (modulação do oscilador) ou o conteúdo harmônico (modulação da frequência de corte do filtro). Graças a essa configuração o Minimoog é responsável por alguns dos melhores e mais ricos timbres analógicos de sintetizadores, baixos e leads da história da música.

emerson-keithSUCESSO IMEDIATO
A estreia do Minimoog nos palcos foi na turnê dos shows Pictures at an Exhibition, da banda inglesa Emerson, Lake & Palmer. O tecladista Keith Emerson foi o primeiro músico a excursionar com esse instrumento, em 1970. Várias das técnicas fundamentais do uso do pitch-bend foram desenvolvidas por ele e muito tecladistas aprenderam como usar o novo recurso seguindo seu exemplo.

INÍCIO DE UMA NOVA ERA
O Minimoog Modelo D foi redesenhado extraoficialmente por várias vezes durante a década de 1990 até que foi reproduzido pela Moog Synthesizers com recursos novos e atualizados, como o sistema MIDI. Mas foi apenas em 2002 que o “novo” Minimoog oficial foi apresentado por Robert Moog com o nome de Voyager, abrindo as portas para uma nova safra de equipamentos produzidos pela Moog Music.

 

 

Categorias

+ Sem comentários

Adicionar