Qual é a melhor corda para violão? Saiba como escolhê-la!

Qual é a melhor corda para violão? Saiba como escolhê-la!


Você sabe qual é a melhor corda para violão no seu caso? Essa é uma dúvida muito comum entre as pessoas que estão iniciando no instrumento, afinal, existem diversos modelos diferentes que ainda se subdividem entre si.

Como se isso não bastasse, existem várias marcas diferentes que têm preços bastante distintos uma das outras, além da própria qualidade e durabilidade. Pensando na dificuldade que muitas pessoas enfrentam na hora de fazer essa escolha, nós resolvemos escrever este artigo.

Nele, mostraremos os principais tipos de corda e como escolher a mais adequada para o seu perfil e estilo musical. Acompanhe!

Os tipos de corda para violão

Basicamente, existem dois tipos de corda de violão. A primeira e mais conhecida é o encordoamento feito de material nylon. Geralmente, você encontra esse tipo de corda nos violões mais simples, entretanto, não se deixe enganar por essa informação. Existem instrumentos de valor altíssimo que também utilizam esse mesmo tipo de encordoamento.

No entanto, dada a facilidade que esse tipo de encordoamento proporciona para quem está aprendendo, ele acabou sendo popularizado entre os instrumentos de valor mais inferior, destinados para um público iniciante ou infantil.

O outro modelo é aquele que é feito de aço, semelhante ao que é utilizado nas guitarras. Dentro desse mesmo tipo existem formatos diferentes que ficam mais grossos de acordo com a preferência do músico. Sendo assim, ele pode optar por cordas de espessura 0.9, 0.10 podendo chegar até 0.12.

Cada calibre proporciona ao instrumentista uma sonoridade diferente. Quanto mais grosso, mais encorpado o som fica. Entretanto, cordas com espessura elevada costumam ser mais pesadas e desconfortáveis para tocar.

A diferença entre os modelos

Agora, discorreremos um pouco sobre as diferenças entre os dois modelos. Inicialmente, mencionaremos as cordas de aço. Elas tem uma sonoridade mais agressiva e aguda, servindo para estilos em que utilizam mais batidas que dedilhados com o apoio de palhetas. Os estilos mais comuns que utilizam esse modelo de corda são o Rock, Folk e, principalmente, sertanejo.

A sonoridade das cordas de aço proporciona um ataque melhor e os agudos tem aquela sonoridade mais “brilhante”, proporcionando mais reverberação e se destacando dos demais instrumentos. Além disso, os instrumentos que utilizam o encordoamento de aço também favorecem os solos e alguns efeitos que são muito utilizados pelos guitarristas.

Por outro lado, como nem tudo são flores, esse tipo de encordoamento é mais rígido e pode incomodar um pouco as mãos de um iniciante, principalmente, na hora de fazer uma pestana devido à força que deve ser empregada para que um acorde soe de forma satisfatória.

Apesar disso, muitas pessoas iniciam seus estudos apenas nesse tipo de encordoamento e se desenvolvem muito bem com ele. Tudo é uma questão de prática, com o tempo, seus dedos vão se acostumando com o tipo de corda.

O nylon, por sua vez, é totalmente diferente do aço. Ele tem uma sonoridade mais suave e puxada para o grave. Muito utilizado por quem ainda está iniciando os seus estudos no violão ou, até mesmo, músicos mais experientes que não se acostumaram com os formatos rígidos das cordas de aço.

O nylon é muito utilizado por grandes nomes da música brasileira como Yamandu Costa — um dos maiores violonistas do mundo — Caetano Veloso, Gilberto Gil, Alceu Valença e outros tantos cantores e instrumentistas.

Também existe uma infinidade de outros músicos menos conhecidos, mas extremamente talentosos, que recebem reconhecimento mundialmente, e utilizam cordas de nylon em seus instrumentos musicais. Esse tipo de corda é mais comum, portanto, em músicas mais clássicas e na própria MPB.

Também existem peças avançadas de violão que exigem que o músico execute com cordas de nylon, principalmente, devido ao fato de ser necessário um instrumento com braço mais largo e cordas mais frouxas para proporcionar toda a sonoridade e reproduzir o que, de fato, foi criado pelo compositor.

Escolhendo as cordas ideais para o seu violão

Agora, vamos mostrar como você pode escolher as cordas ideais para o seu violão, já que conhece os principais modelos e suas aplicações. Primeiro, se você for um iniciante e ainda tem certas dificuldades em apertar as cordas do seu instrumento, talvez seja interessante optar pelo nylon e, depois, partir para as cordas de aço.

Além disso, dependendo do estilo musical da sua preferência, no qual você pretende se especializar, talvez deva ficar somente utilizando as cordas de nylon. Caso opte pelo aço, verifique qual o tipo de sonoridade mais o agrada quanto ao calibre das cordas.

Outro ponto que merece muito da sua atenção é o tipo de violão que você tem. Tome muito cuidado com isso, pois, colocar cordas de aço em um instrumento que foi construído para suportar a pressão das cordas de nylon pode fazer com que ele se deteriore e venha perder totalmente suas funções.

Isso ocorre pelo fato de o braço desse tipo de instrumento não ter a estrutura necessária para suportar a afinação da corda de aço. Sendo assim, ele pode empenar ou, até mesmo, quebrar e descolar do corpo do violão.

Já os violões que são preparados para receberem cordas de aço até podem ser equipados com encordoamento de nylon, entretanto, o uso pode ser comprometido, pois, geralmente, o braço desses instrumentos é mais estreito e a captação dele pode não conseguir identificar a vibração dessas cordas para conseguir produzir a sonoridade que foi programada.

Portanto, é fundamental que você coloque as cordas corretas para utilizar o instrumento de forma adequada e, desse modo, conseguir tirar toda a sua sonoridade sem correr o risco de danificar a sua própria estrutura.

Agora que você já sabe qual é a melhor corda para violão, bem como, a mais adequada às suas necessidades e perfil fica mais fácil escolher aquela que vai proporcionar a melhor sonoridade e conforto ao tocar. Além disso, saber desses detalhes fará com que você economize dinheiro comprando cordas incompatíveis com o que pretende fazer no instrumento.

Gostou destas informações? Que tal continuar aprendendo sobre este assunto? Então, venha conferir o post que preparamos especialmente para você. Nele, mostraremos quanto tempo leva para aprender a tocar violão.

Categorias

2 Comentários

Adicionar

+ Deixe um comentário